Chorar ou vender lenços?

Chorar ou vender lenços?


Todos sabem que hoje o Brasil passa por um dos momentos mais turbulentos de sua história, fato que vem se agravando há alguns anos.
O PIB vem caindo drasticamente ano após ano, a dívida externa tem chegado a patamares elevados, a taxa de juros é a mais alta do mundo e o índice de desemprego aumenta dia após dia.


E a pergunta é! Dá pra empreender no atual cenário?
Quando faço essa reflexão, lembro-me de Nizan Guanaes, o publicitário que criou a famosa frase “Enquanto uns choram eu vendo lenços”. Guanaes ganhou notoriedade em meio à crise no final dos anos 80 e início dos anos 90. Sua frase resumi perfeitamente o espírito de um empreendedor, sua visão tridimensional e o tato para identificar oportunidades em meio a tempestade.


Então você deve estar me perguntando: Geovando em que mercado eu posso investir nesse momento? A resposta é bem objetiva. FRANQUIA DE PUBLICIDADE!


Somente no primeiro trimestre de 2016 o mercado de franquias teve um crescimento de 7,6%, e segundo o Ibope o valor investido em publicidade no Brasil no primeiro semestre somaram mais de R$60,1 bilhões e o mercado de propaganda é um dos que mais crescem no Brasil, cerca de 8% ao ano. É bem simples, empresas precisam se comunicar, levar a sua mensagem até seu cliente, assim como você precisa se alimentar, regra básica de sobrevivência. A compreensão desse fato é o que garante um ciclo de vida mais duradouro de uma empresa e o aumento de sua receita.


Se você pretende investir nesse mercado, é necessário ter compreensão que as empresas compram valores, ter um produto que vende essa característica é imprescindível para o sucesso de seu negócio.
Tente identificar os pontos fortes do produto, se ele realmente entrega o que promete a empresa, esse valor será o fator de reincidência de uma venda, perceba se o produto consegue ser interlocutor entre empresa e mercado alvo, identifique se o produto tem utilidade para o receptor da mensagem.

 

Por Geovando Ribeiro
CEO- Mídia Postal